Black Bullet | Vol 2 - Cap 4 (Parte 3)

 



Black Bullet - Contra um atirador perfeito
Volume 02 - Capítulo 04 (Parte 03)

Ele estava cuidadosamente mantendo seus passos silenciosos enquanto se dirigia para o telhado, mas quando ele chegou lá, tudo o que viu foi um rifle antitanque abandonado e pentes vazios espalhados ao redor dele. Não havia sinal de Tina. Ela deve ter se escondido em um dos andares.

Primeiro, ele iria descer um andar até o andar pelo qual acabou de passar.

O piso estava dividido em três quartos. No instante em que ele chegou em um deles, Rentaro sentiu que algo estava errado e parou. Estava escuro. Estava muito escuro. Não que sua visão não estivesse funcionando, mas que nem mesmo a luz da lua estava brilhando. Todas as janelas provavelmente foram seladas. Por quê? Era óbvio, sua oponente tinha visão noturna e audição aguçada. Ela podia se mover perfeitamente bem, mesmo no escuro.

Havia dois cartuchos de munição caídos no chão, na entrada do piso. Em circunstâncias normais, ele estaria convencido de que Tina estava escondida aqui. Mas Rentaro não teve certeza depois que os viu. Por que ela deixaria cápsulas de balas no chão de propósito? Era como se ela estivesse anunciando sua presença.

Se fosse esse o caso, ele teria que elaborar um Plano B.

Rentaro remexeu na bolsa em volta da cintura e tirou um pacote de algo feito de carbono. Rentaro apertou um botão para fazê-lo retornar à sua forma original, e o que antes era uma moldura dobrada imediatamente assumiu a forma de uma bola e um sensor dentro dela foi ativado.

Era um pacote de sensor de bolso que ele comprou de Miori. Ele tinha um sensor térmico e um sensor de movimento, e se houvesse algo se movendo dentro que não fosse o Rentaro, estava ligado ao smartphone do Rentaro e enviava um alerta com a posição do inimigo.

Rentaro jogou o sensor de bolso dentro. Ele esperou um pouco, mas não houve resposta. Mas com apenas isso, ele ainda estava nervoso sobre entrar correndo.

Rentaro puxou uma granada de atordoamento e puxou o pino com os dentes. Escondendo o corpo contra a parede, ele esperou que o som e a luz da explosão passassem e então entrou. Usando sua lanterna para olhar em volta, Rentaro praguejou involuntariamente. Era espaçoso por dentro e havia pilares de pedra em alguns lugares, mas como no telhado, Tina não estava lá.

Afinal, tinha sido uma isca. Com a explosão agora, Tina definitivamente sabia em que andar Rentaro estava. Rentaro começou a sentir que estava sufocando. Com a visão e a audição especialmente desenvolvidas de Tina, uma granada de atordoamento, que espalhava som, luz e pressão, teria sido perfeita para usar contra ela. Mas ele tinha acabado de usar.

Agora que pensava nisso, Rentaro percebeu que não tinha visto Tina nenhuma vez desde o início da batalha. Tina Sprout estava realmente neste prédio? O pensamento repentino e horripilante nublou sua mente e ele balançou a cabeça. De jeito nenhum, o que ele estava pensando? Sua mente estava cheia de ansiedade e medo e não estava pensando direito.

Surpreso com a forma como a escuridão que o impedia de ver foi capaz de tirar a razão e a presença de espírito de uma pessoa, Rentaro desceu para o andar seguinte. Seu layout era exatamente igual ao do andar de cima, com a mesma floresta de pilares de pedra no amplo espaço. Com a arma pronta, ele se escondeu atrás dos pilares, examinando cuidadosamente todo o chão.

Nesse momento, ele foi surpreendido pelo som de um alerta em seu telefone. Pegando apressadamente seu telefone, ele viu que o sensor de bolso que ele havia jogado antes havia pegado algo lá em cima. Um arrepio desceu por sua espinha. Era impossível. Mesmo quando tentava se convencer de que havia pego um rato ou outra coisa que simplesmente passou, o alerta continuou soando ruidosamente, como se estivesse gritando.

Ele tinha certeza de que Tina não tinha estado naquela sala. A menos que Tina pudesse aparecer e desaparecer como um fantasma?

Então, ele viu a saída de emergência com o canto do olho e de repente entendeu. Isso deve se conectar às escadas externas. É claro que a escada externa de um arranha-céu receberia muito vento e, para evitar quedas, seria totalmente trancada. Provavelmente nunca foi usado por ninguém além do gerente do prédio e dos zeladores. No entanto, e se Tina o tivesse desbloqueado antes do tempo? E se ela tivesse escapado pela saída de emergência para as escadas externas quando Rentaro jogou a granada de choque para dentro, esperando a oportunidade de voltar?

Instantaneamente, ele puxou seu XD sobressalente e segurou as duas armas, com a mão esquerda apontada para a escada externa e a direita apontada para a escada interna que ele acabou de descer. Sua respiração ficou cada vez mais curta e ele quase gritou de medo. O alerta que irritava seus nervos não parava. Era como se dissesse: “Fuja! Fuja!"

De repente, o som foi interrompido, o sensor parou de tocar e um silêncio pesado caiu. A tensão deixou seus ombros. Afinal, era algum tipo de animal, certo?

Segurando uma de suas armas com os dentes, ele usou a
mão para retirar o smartphone e olhou para a tela. Ele viu as palavras SENSOR QUEBRADO em letras grandes na tela e sentiu um arrepio na espinha como se ele tivesse sido colocado em um bloco de gelo. O sensor que não parava de tocar, estava destruído. Isso significava que Tina estava-

Nesse momento, ele ouviu um barulho. Ele virou a cabeça rapidamente em direção a ele, e um demônio de batalha Rank 98 caiu com pedaços de concreto. Rentaro olhou a cena em desespero. Foi uma vingança inesperada pelo movimento que Kisara usou para destruir o chão durante o incidente com tiroteio na Agência de Segurança Civil Tendo.

Mesmo quando Rentaro empalideceu, ele colocou toda a sua força em seu chute circular que visava o pescoço de Tina para usar como uma mola para escapar. Um zumbido fraco e aterrorizante passou perto de sua orelha, e ele começou a derramar suor frio. Ele rolou para frente assim algumas vezes, puxando os gatilhos das armas XD com as duas mãos, atirando o máximo que podia para cobrir Tina de balas.

Tina estendeu um escudo de policarbonato desdobrável e levou toda o ataque de vinte e quatro balas.

Ambos os XDs de Rentaro ficaram sem balas ao mesmo tempo. Tina deve ter decidido que era uma boa hora para jogar fora o escudo rachado e mergulhar na direção dele com a velocidade de uma bala.

No manual de combate do oficial da civsec, eles foram instruídos a evitar uma luta corpo-a-corpo com uma Iniciadora a todo custo. Rentaro abandonou seus XDs e cerrou os dentes. Ele baixou os quadris para interceptar Tina. Seu olho artificial emitia calor ao girar, calculando as supervelocidade. No momento em que Rentaro viu o reflexo do luar no punhal na escuridão, puxou o braço direito para trás. Primeiro estilo de Artes Marciais Tendo, número 5 - Ao mesmo tempo, um cartucho girou e foi cuspido, e o cheiro de pólvora encheu suas narinas. “Kohaku Tensei!”

Houve um grito. O flash de Tina como um relâmpago e o impulso super rápido de Rentaro colidiram, e houve uma explosão no ponto de impacto. A areia que se acumulou no chão foi soprada para longe e a onda de choque quebrou todas as janelas.

Ambos deixaram marcas de derrapagem no chão ao serem jogados para trás. Rentaro saltou para o XD que caíu no chão e recarregou-o, apontando a boca da arma para Tina, mas foi então que ofegou de surpresa ao perceber que ela tinha desaparecido.

Rentaro cautelosamente manteve sua arma pronta enquanto recuava e se escondia atrás de um pilar. Isso era ruim. A escuridão estava do lado dela. Seus olhos de coruja poderiam amplificar a luz e ver na escuridão e, na pior das hipóteses, suas orelhas de coruja provavelmente poderiam até mesmo captar o som da respiração de Rentaro. Como ele iria destruir sua vantagem?

Só então, algo quicou no chão com um estrondo, e um objeto verde redondo rolou diante dos olhos de Rentaro. Todos os pelos do corpo de Rentaro se arrepiaram - era uma granada de fragmentação. Sua mente ficou em branco e ele chutou a granada de mão e então saltou para se proteger.

Houve uma explosão. Uma série de fragmentos penetraram em sua pele, arrancando-a, e a dor intensa queimou em seu cérebro. Ele não teve tempo de se contorcer de agonia. Seu cérebro estava gritando que ele não deveria estar aqui.

Forçando todos os músculos a se moverem, ele prontamente rolou para o lado e, no instante seguinte, o chute de Tina caiu bem onde Rentaro estava, esmagando o concreto e tudo. Rentaro deu um rugido e saltou para tropeçar nela. Ele a pegou, mas Tina acrobaticamente colocou a mão no chão e rapidamente deu um salto para trás para escapar.

Tina colocou a mão na bainha do vestido e jogou fora um objeto preto redondo. Após o som fraco de ativação, ele flutuou com seu único olho piscando e então se dirigiu para Rentaro a toda velocidade. Não havia nenhuma dúvida sobre isso. Foi definitivamente um Shenfield...

Mais um? Por que está se aproximando?

Por alguma razão, ele teve calafrios terríveis e, enquanto se levantava, disparou algumas vezes, mas o Bit habilmente evitou todas as balas e se aproximou dele. Percebendo que estava com problemas, Rentaro prontamente puxou o pino de uma granada incendiária para acendê-la, mas o inimigo foi esmagadoramente mais rápido. A única lente da câmera o fitou nos olhos, e a máquina sem alma parecia sorrir assustadoramente, estreitando o olhar.

Rentaro não teve tempo de se surpreender antes que o Bit se autodestruísse em seu peito. Jogado para trás pela grande explosão que queimou sua pele, seu corpo saltou no chão antes de ser jogado em um pilar, de costas. Ele estava com tanta dor que cerrou os dentes até que um molar se estilhaçou e sua visão começou a escurecer.

Rentaro tossiu nauseante e o sangue começou a escorrer de sua boca sem parar, o sangue quente molhando seu peito. Balançando as pálpebras pesadas para olhar à sua frente, ele viu que Tina tinha mais dois Bits implantados ao seu redor, em guarda contra ele.

Bem entre Rentaro e Tina estava a granada incendiária que Rentaro havia puxado. O pino de ignição havia sido retirado e a trava de segurança estava desligada, mas não explodiu, não importa quanto tempo passasse. Foi um fracasso. No final, até a sorte o abandonou. Em qualquer caso, o alcance onde a reação da combustão da granada incendiária teria causado dano pelo calor estava muito longe de Tina para fazer alguma coisa.

Suas roupas queimaram com a fumaça da explosão e exalavam um cheiro terrível. Três grandes peças do Bit estavam presas em seu peito, como uma peça de arte grotesca. Ele não conseguia mover outro dedo. Rentaro balançou a cabeça calmamente para a esquerda e para a direita e suspirou trêmulo, suportando a dor nos pulmões feridos. Ela era muito forte. O sangue que não parava de fluir estava pingando no chão de diferentes lugares de seu corpo. Mesmo que sua pele estivesse queimada e com bolhas, porque ele estava perdendo sangue a cada minuto, seu corpo começou a ficar congelado de frio.

Ele estava prestes a morrer? Em um lugar como este? Não fazia sentido. Sua visão ficou turva e sua consciência começou a desvanecer. No fundo de sua mente, memórias de momentos divertidos fluíram como uma apresentação de slides.

De repente, ele se lembrou de um filme que assistiu com Enju em um repertório de cinema chamado Barry Lyndon. Aparentemente, foi feito por um diretor chamado Kubrick, e depois que o filme acabou, pouco antes de passar para os créditos, em uma tela totalmente preta, um epílogo escrito apareceu de repente.

BOM OU RUIM, CONSIDERÁVEL OU FEIO, RICO OU POBRE, SÃO TODOS IGUAIS AGORA, ele havia dito. Se essa foi a iluminação alcançada por alguém que viveu muitas vezes o que ele viveu, então era muito triste. Era um niilismo terrível demais. Ele se sentiu como se estivesse sendo sugado para o fundo de um buraco escuro.

Estava frio, estava escuro. Merda.

Merda, estou morrendo. “Rentaro.”

A voz de uma garota familiar de repente fluiu em sua consciência desvanecendo lentamente.

Nesse momento, ouviu-se o som de uma explosão repentina. Uma chama disparou entre eles e um inferno se manifestou. Rentaro ficou mudo. Foi a granada incendiária?

Normalmente, demorava apenas alguns segundos entre o lançamento da granada no alvo e a detonação.

Se fosse um produto muito defeituoso, poderia levar dezenas de segundos antes de explodir. Algo que não explodiu depois disso foi um fracasso completo. De acordo com seu relógio biológico, fazia cerca de um minuto desde que ele deixou cair a granada incendiária. Não havia nenhuma maneira de explodir de repente -

Quando ele olhou, viu Tina com o braço levantado cobrindo os olhos. Dúvidas surgiram em sua cabeça. Por quê? Era verdade que havia luar fraco aqui, e não era como se ele não pudesse ver nada. Mas olhar para a Tina que se debatia cobrindo o rosto, mal conseguindo ficar em pé, quanto mais andar, era como se ela não pudesse ver nada.

A realização caiu sobre ele. Ela realmente não conseguia ver nada. Sua visão noturna de coruja deve ter saído pela culatra, deixando entrar muita luz de uma vez com suas habilidades de amplificação de luz, nublando sua visão completamente branca.

Enju, foi você? Você fez esse milagre acontecer?

Esta foi uma oportunidade de ouro. Sua última chance. Isso mesmo, ele não tinha perdido ainda.

Estou aqui carregando as esperanças de Enju, Kisara, Sumire, Miori e da Seitenshi.

Havia um mundo para o qual ele precisava voltar.

Havia pessoas esperando seu retorno.

"Ainda não acabou!!!!!"

Ele reuniu o que restava de suas forças. Enquanto o sangue fluía de todo o corpo, a poça a seus pés se expandia rapidamente. Mas ele não se importou. Ele usou o que restava de sua força para entrar na Postura do Céu e da Água das Artes Marciais Tendo. Ele disparou um cartucho de perna e acendeu o propulsor de mobilidade em sua perna. Acelerando violentamente, ele passou pelas chamas da granada e saltou na frente de Tina. Da perspectiva de Tina, parecia que Rentaro havia saltado de uma cortina de fogo do inferno a dois mil graus Celsius. "Raaaaaaagh!" ele rugiu.

Contornando o Shenfield que havia saído para defendê-la, Rentaro pisou na perna direita de Tina com a bota e bateu nela com o ombro.

Terceiro estilo de Artes Marciais Tendo, número 9: Usarocho.

Com um estalo, o corpo magro de Tina foi jogado para longe e ela soltou um grito. Quando ele se chocou contra ela enquanto pisava em sua perna, seria difícil para ela absorver o choque, então se ele conseguisse um bom golpe, ele poderia causar danos o suficiente para virar seus órgãos do avesso.

Tina não pôde deixar de dar alguns passos para frente. Rentaro não deixaria passar essa chance.

"Artes Marciais Tendo, primeiro estilo, Número 15-"

Com o som da explosão de um cartucho disparando em seu braço, ele teve um vislumbre fugaz de arrependimento no rosto de Tina.

"Oh n-", disse ela.

“Unebi Koryuu!” O uppercut(Soco) com intenso poder destrutivo quebrou a adaga que Tina havia sacado para se defender e explodiu. O corpo de Tina foi jogado para trás com facilidade e quebrou o concreto ao fazer o teto desabar.

“Segundo estilo de Artes Marciais Tendo, Número 4 -” Rentaro esticou a perna direita e a manteve reta enquanto a levantava acima da cabeça. Como a postura especial de um arremessador de beisebol, sua perna estava em um ângulo de cento e oitenta graus com a sola do tênis voltada para o céu, e então ficou imóvel.

O corpo de Tina se desprendeu do teto e caiu, sem força. Tina olhou para ele com olhos fracos.

Houve três explosões consecutivas de sua perna. As três cápsulas douradas vazias giraram ao serem ejetadas, brilhando ao refletir a luz oscilante da chama.

O cheiro de pólvora encheu suas narinas.

Todo o som desapareceu. O mundo estava quieto e calmo.

Rentaro fechou os olhos.

“Explosão de Inzen Jokahanameishi!”

Seu calcanhar desceu em um chute como um martelo de ferro, atingindo Tina de forma limpa. Um tremor extremo sacudiu todo o chão, e grandes partes do chão desabaram e caíram. A enorme energia de três tiros de cartuchos de grande calibre explodiu no corpo de Tina e, em seguida, quebrou o chão com um rugido estrondoso.

Depois de um tremor tão grande que parecia destruir todo o arranha-céu, o barulho finalmente parou. Olhando para baixo, no fundo de um buraco que parecia uma série de espelhos refletidos, oito andares abaixo, estava o corpo inclinado de Tina. Depois de passar por oito andares, ela finalmente parou, ao que parecia.

Tina desmaiou no centro da explosão, incapaz de continuar lutando. As chamas estendendo-se lançaram a longa sombra de Rentaro no chão. Rentaro soltou um suspiro silencioso e continuou alerta ao assumir a Postura Infinita. Então, sua visão balançou e, antes que percebesse, Rentaro também estava deitado de costas, com as pernas abertas. Sua cabeça latejava e ele estava tonto e nauseado. Mesmo agora, seu corpo parecia que iria se desintegrar. Eu não posso acreditar que lutei com este corpo, ele pensou com espanto absoluto enquanto olhava para o teto.

Ele se aproximou de um sniper a 1,5 km de distância e a esmagou em um combate corpo-a-corpo. Considerando que a tática do livro para lidar com um franco-atirador era chamada de contra-atirador, onde você atirava no atirador, isso o fez perceber o quão maluca era sua estratégia.

Rentaro levantou-se, ligeiramente aborrecido, e colocando um joelho no chão pôs a mão no joelho e obrigou-se a ficar de pé. Ele soltou respirações curtas e superficiais, como um animal ferido. Todo o seu corpo parecia um feixe de nervos de dor. Apenas respirar fez seus pulmões doerem. Saliva misturada com sangue vermelho escuro gotejou de sua boca e ele cuspiu sangue no chão. Ele limpou a boca. Não era hora para emoções fortes. Rentaro ainda tinha algo para fazer.

Colocando a mão na parede, ele desceu oito andares de escada, onde Tina estava deitada. Rentaro apontou a arma entre as sobrancelhas de Tina ao se aproximar dela. As roupas de Tina estavam esfarrapadas e ela tinha vários ossos quebrados. Ela havia levado um bom golpe de um chute de Super-Varanium, então seu corpo provavelmente não faria o que ela queria por um tempo.


Tina ofegou, inclinando apenas a cabeça em direção a ele, abrindo os olhos ligeiramente para olhar para Rentaro. "Ren... taro... por favor... me mate..."

Rentaro não disse nada. Seus olhos encontraram os de Tina. Seus fortes sentimentos de vitória desapareceram e ele não se sentiu zangado ou triste. A única coisa que restou foi o vazio.

Tina continuou seus gemidos desconectados. “Meu... corpo... é uma massa de... tecnologia... não posso viver... sem ser pega... por outro país...”

Matar ela. Se ele fizesse isso, ele seria capaz de remover completamente a ameaça a Seitenshi. De qualquer forma, se ele a entregasse à polícia, ele não achava que uma Iniciadora que tentasse assassinar uma governante nacional seria tratada muito bem. Ainda mais preocupante era o que o homem puxando seus cordões, Ain Rand, poderia fazer. Juntando o que Sumire havia dito, Rand não pensava nos humanos como humanos. Não seria estranho para um homem assim ordenar a Tina que se matasse imediatamente após ser derrotada. Se Rand descobrisse que ela não escolheu morrer, então era possível que Tina fosse o próximo alvo de assassinato.

Não importa o que acontecesse, Rentaro teve dificuldade em ver um futuro brilhante para Tina depois de sobreviver hoje.

Rentaro colocou força no dedo no gatilho de sua arma. Finalmente, ele acenou com a cabeça uma vez com determinação e fechou os olhos. Ele guardou a arma, ajudou Tina a se levantar e a apoiou no ombro. Os olhos de Tina se arregalaram de surpresa. "Por que…?"

"Eu não lutei porque queria matar você." Rentaro manteve o olhar à sua frente e se concentrou no hospital além da parede. “Além disso, você salvou Enju... Obrigado. Eu queria te dizer isso. Vou me certificar de que eles não te tratem mal!" Através de seu ombro, ele podia sentir Tina tremendo, e então ao lado dele, ele ouviu o som de pequenos soluços vazando. Rentaro tentou fingir que não percebeu quando algo quente e úmido encharcou seu ombro.

“Eu perdi tudo. Mesmo que tudo que eu tivesse era minha habilidade de luta, eu perdi, então agora tudo se foi. ” Rentaro não disse nada.

“Rentaro… não sei mais de nada. Por que as coisas aconteceram assim...? O que devo fazer…? Eu não faço ideia. Não era isso que deveria acontecer. Minha vida continua ficando estranha, então agora eu realmente não sei o que devo fazer...”

“Não fale. Vai piorar seus ferimentos." E então, Rentaro, apoiando Tina com o ombro, desceu o longo lance de escadas, um degrau de cada vez. O primeiro andar era um ninho de explosivos, como Rentaro havia imaginado, mas felizmente não eram do tipo que explodiam automaticamente quando acionados por movimento. Eles eram todos do tipo controle remoto, então, uma vez que Tina estava fora de serviço, não parecia que seriam um problema.

Quando eles deixaram o prédio mofado, foram recebidos com ar fresco e a luz da lua. Rentaro ergueu o rosto.

Primeiro, vamos para o hospital.

"Eu terei você assumindo a responsabilidade por isso." Surpreso, ele olhou ao lado dele e viu Tina sorrindo fracamente com os olhos inchados de tanto chorar. "Você me derrotou, então vai ter que assumir a responsabilidade por isso."

Rentaro ficou surpreso por um momento, mas logo acenou com a cabeça alegremente. "Tudo bem, eu vou."

De repente, houve o som de um tiro e Tina caiu de joelhos.

“Ah………” Tina olhou incrédula para o buraco negro que se abriu em seu peito. O sangue fresco vazando do buraco encharcou lentamente suas roupas. Tina mexeu um pouco a boca ligeiramente aberta, mas não conseguiu falar enquanto olhava para Rentaro, então inclinou a cabeça envergonhada enquanto tentava sorrir.

Um homem se aproximou deles rapidamente, usando um boné e com uma capa branca, disparando uma pistola Luger. Sangue fresco jorrou da garganta de Tina e ela caiu para trás. Yasuwaki chutou o estômago de Tina com força, enviando seu corpo levemente para o ar. Ela pousou com um baque quando caiu. A cena toda parecia uma piada de mau gosto.

“Não acredito que você está tendo tantos problemas com um pequeno assassino!” disse Yasuwaki zombeteiramente.

O que ele está fazendo aqui...? Com o cérebro entorpecido, Rentaro inclinou a cabeça confuso.

Yasuwaki olhou em sua direção, como se para responder sua pergunta. “Eu escoltei com segurança Lady Seitenshi para sua conferência. Ela provavelmente está no meio de uma conversa agora. Preciso voltar antes que a conferência termine, então não tenho muito tempo. Mais importante- ”Yasuwaki parou e sorriu maldosamente. “O que há com essa expressão? Acabei de descartar um pedaço de lixo para você. Por que você não me agradece por isso?"

Quando Rentaro ouviu essas palavras, a raiva perfurou sua espinha, e seu cérebro pegou fogo. "Eu vou matar você!" Assim que ele colocou a mão no coldre para sacar a arma, houve um farfalhar e um ataque por trás. Rentaro engasgou quando o ar foi espremido de seus pulmões. Ele olhou para trás e viu um amigo de Yasuwaki, um dos
Guardas pessoal de Seitenshi, com um punho enterrado nas costas. Ofegante, Rentaro esmagou o queixo de seu atacante com um soco para trás, mas outra pessoa segurou seus quadris e chutou suas pernas. Assim que ele pensou que o chão estava se aproximando, uma força forte empurrou sua cabeça para baixo e a acertou no chão.

Uma dor aguda percorreu seu braço e, olhando para trás com esforço, viu que três outros guardas estavam em suas costas, prendendo seus braços para trás. Cerrando os dentes com tanta força que pensou que fosse quebrar um dente, ele gemeu e se debateu com força, mas eles não afrouxaram o aperto em nada. “Yasuwakiiiiiii! Seu desgraçado!"

Yasuwaki riu. “Isso é exatamente o que significa lucrar com a luta de outra pessoa.”

Só então, o corpo de Tina se curvou e ela tossiu sangue.

Tina! Ela está viva!

Depois que Yasuwaki olhou para sua própria pistola Luger, ele olhou para Tina com cautela. “É realmente difícil matá-las sem balas de Varanium.” Então, parecendo que tinha acabado de pensar em algo, ele sorriu levemente para seus amigos. “Ei pessoal, querem fazer um experimento de biologia? O tópico é quantos tiros são necessários para matar um olho vermelho com balas de chumbo?”

Os ombros dos outros guardas tremeram e eles começaram a rir.

Passando por cima do corpo caído de Tina, Yasuwaki puxou o gatilho de sua arma algumas vezes. O corpo de Tina dançou e sangue fresco jorrou e atingiu o rosto de Yasuwaki. As pernas de Tina ficaram tensas e elas chutaram o chão.

Rentaro gritou. “Pare com isso...! Eu vou te matar, Yasuwakiiiiii! Seu desgraçado…! Eu vou matar vocêêê!"

Yasuwaki abriu as mãos e riu loucamente. "É isso! Essa é a expressão que eu queria ver, Rentaro Satomi!” Ele continuou rindo. Yasuwaki ergueu o cano de sua arma e mirou entre
Os olhos de Tina. “É hora do final!”

"É o bastante!"

O rugido da voz digna fez todas as pessoas na cena congelarem.

Yasuwaki e seus subordinados congelaram com a boca aberta, prendendo a respiração e olhando na mesma direção.

“Lady Seitenshi……” alguém murmurou.

Sua beleza era como a de estrelas cintilantes, mas seus olhos penetrantemente poderosos eram como relâmpagos. Esta autoridade de puro branco não deveria estar aqui, mas ela estava.

Yasuwaki deixou cair a arma e empalideceu ao recuar.

As amarras de Rentaro se afrouxaram e ele se levantou atordoado. Por que ela estava aqui agora? Ela não estava no meio de uma conferência?

Yasuwaki parecia ter as mesmas perguntas e começou a dizer agitado: "Por que diabos...?"

“Ouvi dizer que todos vocês estavam agindo sem permissão, então pedi licença à reunião com o presidente Saitake para vir aqui.”

"Impossível! Não posso acreditar que você parou uma conferência com o governante da área de Osaka por causa de um mero oficial da civsec!”

“Para mim, Satomi não é apenas um mero oficial da civsec. E não posso mais ignorar sua violência.”

A Seitenshi olhou de lado para Rentaro. “Satomi, por favor me diga. Você salvou minha vida. O que você deseja em troca?”

O que ele queria? Ele fechou o punho com força. Era óbvio... “Eu quero poder! Eu quero o poder de proteger as pessoas de quem gosto!”

A Seitenshi manteve os olhos fechados por um tempo. Finalmente, ela abriu os olhos e disse com ressonância: “Satomi, com o poder vem a responsabilidade. Você não deve esquecer que, quando balança sua espada, ela deixa sangue atrás de si. Com muito poder, a pessoa se torna um tirano, e com muita responsabilidade, o coração se parte. Desde o início do universo, poder e responsabilidade nunca foram equilibrados. Mas você deve encontrar esse equilíbrio.” Ela fez uma pausa. "Muito bem, vou dar-lhe esse poder."

A voz digna ressoou no céu noturno. “Com minha prerrogativa como governante da Área de Tóquio, eu renuncio à nomeação por escrito do IISO e, por meio deste, promovo Rentaro Satomi do Rank 1.000 para o Rank 300. A chave ultrassecreta de acesso às informações de Satomi está agora no Nível 5, e seu pseudo-rank foi promovido a primeiro-tenente. Em outras palavras, você agora está um grau acima de Yasuwaki."

"Você entende o que significa?" - “Sim”, disse Rentaro.

“Justiça sem poder não vale nada. Torne-se mais forte, Satomi, mais forte do que qualquer um.”

Rentaro ergueu o rosto em silêncio e os guardas pessoais congelaram, com Yasuwaki perdendo toda a cor do rosto. Rentaro sacou sua arma XD e disparou três vezes. Um acertou o ombro direito de Yasuwaki, o segundo acertou seu lado e o último estourou o polegar de sua mão direita na articulação.

“Arghhhhhhhhh!” Yasuwaki gritou.

Rentaro olhou de soslaio para os guardas confusos que apontavam as armas para ele. "Para quem você pensa que está apontando suas armas?"

Surpresos, os guardas pararam de se mover.

Rentaro passou por eles para ficar na frente de Yasuwaki, olhando para ele. Yasuwaki estremeceu, pasmo e tentou desesperadamente recuar. "Ahhhhhh... N-não chegue perto de mim... Não chegue perto de mimmmmm!"

Rentaro, com a lua cheia atrás de si, ergueu a boca da arma e apontou para Yasuwaki. Seu coração estava fervendo como magma, mas sua voz estava congelada no zero absoluto.

“Saia da minha frente e nunca mais chegue perto de Tina. Se você se recusar, vou atirar em você até a morte aqui e agora por se recusar a obedecer às ordens de um oficial superior."

--------------------------
--------------------------
--------------------------
--------------------------

Tradutor: Ascherit
Revisor: Ascherit