Black Bullet | Vol 2 - Cap 3 (Parte 3)

 




Black Bullet
Volume 02 - Capítulo 03 (Parte 03)

-Parte 4-

“Simulador de batalha Motion Reality Prism versão 10.0 ativado. Leitura do cartão de dados concluída. Bem-vindo de volta, Rentaro Satomi.”

Uma voz feminina sintética leu seu nome suavemente, e as palavras OLÁ, MUNDO apareceram no espaço cerca de um metro à sua frente. Alice e o Coelho Branco segurando um relógio de Alice no País das Maravilhas começaram a perseguir um ao outro em torno das palavras.

Provavelmente era apenas o programador se divertindo, mas o problema era o nível em que isso foi reproduzido. Tanto a loira de avental e vestido quanto o coelho de nariz torto pareciam reais. Rentaro aproximou-se deles e se inclinou, estendendo lentamente a mão, mas antes que pudesse tocá-los, desapareceram.

Rentaro ficou surpreso e se levantou, erguendo o rosto. Ele estava em uma sala branca. Uma muito grande. Estava vazio por dentro, e foi varrido tão limpo que não havia uma partícula de poeira, mas a luz que brilhava de cima encheu a sala branca com uma luz difusa que a tornou tão brilhante que ele teve que apertar os olhos.

"Como está, Satomi querido?" perguntou Miori.

Rentaro disse: “Não consigo distinguir a minha direita da esquerda ou da frente de trás neste espaço, como de costume. Meu cérebro está começando a doer.”

Enquanto Rentaro dava grunhidos evasivos à voz de Miori pelo fone de ouvido, ele olhou ao redor. Era o quinto andar no porão do prédio de Shiba Heavy Weapons. Rentaro estava dentro de um espaço chamado VR Special Training Room, um cubo gigantesco com cerca de um quilômetro de diâmetro.

O interior da sala era totalmente feito de uma borracha especial que permitia usar desde balas reais até diferentes tipos de explosivos. Era uma das poucas instalações de treinamento de combate virtual avançado do mundo. Era frequentemente usado pela força de autodefesa e pela polícia especial, oficiais da civsec e até mesmo por hobbyists ricos e, aparentemente, foi reservado com um ano de antecedência, mas Rentaro conseguiu usá-lo como um favor especial de Miori.

Morando em um apartamento com diâmetro de oito tatames, Rentaro às vezes se esquecia que era o ano de 2031, mas ao ver um equipamento tão futurístico, ele se lembrava.

“Miori, desculpe por ser impaciente, mas por favor, comece agora”, disse ele.

"Ara, Satomi querido, você é tão impaciente."

Quando ele começou a retrucar: "Por que você sempre tem que fazer tudo parecer tão pervertido?" o cenário ao redor dele se retorceu.

A próxima coisa que soube foi que Rentaro foi abandonado no deserto. Torcendo o pescoço, ele podia ver o sol brilhando furiosamente no meio do céu, e o vento quente e a areia atingiram seu corpo, deixando-o úmido e suado.

Espantado, Rentaro foi até o topo da duna de areia à sua frente e olhou em volta. Sob o céu azul claro, havia um deserto, tanto quanto ele podia ver. Rentaro ficou perplexo. Seu corpo estava definitivamente naquela sala branca. Esta sala era apenas uma realidade virtual. Não era como se ele tivesse sido transportado para um deserto real por uma urdidura de um filme de ficção científica.

Mesmo sabendo que as temperaturas altas e o vento foram criados por um aparelho de ar condicionado, ele não conseguia dizer o que era aquela colina em que estava.

Ele pensou que o solo era feito de algum tipo de material de pressão de turgor que estava fazendo entalhes instantâneos, mas então, quando viu um abrigo à distância, não teve certeza do que estava acontecendo novamente. Não era possível criar uma construção tão complicada com material de pressão de turgor.

*N/T: 'Turgor' eu acho que é o estado de tensão interna de células vivas. Por isso não entendi exatamente.*

“Miori, sempre penso isso, mas quais princípios estão em ação aqui?” Rentaro perguntou.

“É um sistema de baixo para cima para o 3DCG e um sistema de cima para baixo para a captura da realidade combinada com outras coisas. Em outras palavras, é um segredo comercial”, ela respondeu provocativamente.

Quando Rentaro recolheu a areia do chão, a areia quente escapou de seus dedos. Foi definitivamente real - pelo menos, é assim que parecia para ele.

"Satomi querido, o que você quer fazer com o nível de dor?"

“Defina para o máx. Se não, não será treinamento. Além disso, me dê outra das armas XD que eu uso.”

Só então, quase dez painéis holodisplay apareceram na frente dele. Eram cláusulas sobre risco de vida, dizendo basicamente: "Não assumimos a responsabilidade se você morrer". Rentaro apertou o botão CONCORDAR sem realmente ler e as janelas se fecharam.

Rentaro ergueu a mão esquerda. Um momento depois, ele pegou a arma XD que caiu do céu.

“Agora, vamos começar. Estou ansioso para ver você ficar sério, Satomi querido."

Rentaro puxou sua própria arma XD da cintura e esperou com as duas.

Uma contagem regressiva como a de um filme antigo apareceu na frente de seus olhos - 10, 9, 8 - piscando dentro do círculo preto ao redor. Ele cruzou os braços na frente do peito e fechou os olhos silenciosamente enquanto aumentava sua concentração prestando atenção em sua respiração.

“Início da missão!” A voz sintetizada disse, e com o som de um vento forte no campo de batalha, ele começou a ouvir as palavras de uma língua estrangeira que soava do Oriente Médio. Devia haver inimigos do tipo terrorista posicionados no campo de batalha. Rentaro abriu bem os olhos em silêncio.
Olho artificial, ative.

O processador nano-core feito com transistores de grafeno foi ativado e começou a operar. Padrões geométricos surgiram na íris giratória de seu olho. Seu campo de visão se expandiu e as cores tornaram-se mais brilhantes.

Lentamente, ele inalou, depois exalou. "Que comece a batalha. Vou agora eliminar o inimigo.”

"De jeito nenhum... O que é isso...?"

Assistindo em um monitor em outra sala, Miori Shiba ficou tão chocada que não conseguia falar. O nome do estágio em que Rentaro se encontrava era Impossível.

Trinta inimigos consistindo de milicianos em turbantes foram posicionados neste estágio impenetrável. Imediatamente após o início, os milicianos atacaram com fogo cruzado de rifle de assalto, então não havia uma única pessoa que havia passado dessa fase antes. Outro dia, os dez melhores membros da Equipe de Assalto Especial do Japão tentaram essa fase como uma equipe e foram todos expulsos após serem julgados como MORTOS.


Miori achou que seria satisfatório se Rentaro levasse pelo menos um dos inimigos com ele...

Contudo-

O rosto de Miori estava quase tocando o monitor. Seu olhar estava grudado no jovem no monitor vestindo um uniforme semelhante a um terno.

Rentaro Satomi tinha a força de um demônio.

Imediatamente após o início da batalha, Rentaro desceu correndo a encosta da duna de areia com um ímpeto feroz. Pilares de areia ergueram-se do tiroteio em torno de seus pés como explosões. Sem se preocupar em se esconder nas sombras, Rentaro investiu contra o acampamento inimigo.

Enquanto corria, ele disparou tiros de advertência com suas duas armas. Escorregando entre os tiros da milícia escondida atrás de uma parede de sacos de areia, ele saltou e deu uma joelhada no rosto de um deles, pulando no meio dos sacos de areia. Ele atirou e matou um miliciano que nocauteou à queima-roupa. Roubando uma granada do miliciano caído, ele puxou o pino com os dentes e jogou-o no abrigo. O som da explosão e os gritos do inimigo vieram quase ao mesmo tempo.

Virando-se para sons de motor, Rentaro prontamente saiu do caminho e um caminhão passou com um rugido, tentando atropelá-lo bem onde ele estava. Além disso, havia uma metralhadora pesada instalada na carroceria do caminhão. Com um som explosivo ensurdecedor, a pesada metralhadora cuspiu fogo. Um segundo antes de a metralhadora pesada pegar Rentaro e explodi-lo em pedacinhos, Rentaro rolou na areia e disparou dois tiros rapidamente, baixando a cabeça.

O primeiro tiro foi no atirador da metralhadora na caçamba do caminhão, e o outro na cabeça do caminhoneiro, matando eles. O caminhão perdeu o controle e tombou de lado, explodindo e cuspindo uma coluna de fogo.

Mesmo enquanto isso estava acontecendo, o número do inimigo restante estava caindo ridiculamente rápido.

“O olho artificial de varânio 21-Form. Essa é a verdadeira forma do que está no olho esquerdo de Satomi." Quando Miori olhou para trás, lá estava Kisara, penteando o cabelo para trás, seus passos firmes soando no chão.

"Kisara... O que é isso?" perguntou Miori.

“Dentro de seu olho esquerdo está um computador de alto desempenho com um CPU que usa um transistor de grafeno envolto em uma Super-Carcaça de varânio. Miori, você acreditaria em mim se eu dissesse que as pessoas sentem a passagem do tempo de forma diferente?”

"Huh?"

“Quando criança, um dia parece muito longo, mas quando você envelhece, um dia passa em um instante. Você já ouviu isso? Por exemplo, suponha que, quando criança, seu cérebro pode pensar em cem coisas em um minuto, mas quando você envelhece, é claro que sua função cerebral declina e você só consegue pensar em dez coisas em um minuto. Se for esse o caso, o que você acha que acontece?

“Você não acha que um dia para uma criança seria dez vezes mais longo do que um dia para uma pessoa idosa? O tempo aumenta e diminui dependendo da pessoa. Além de ter vários sensores, o olho artificial de Satomi é equipado com uma função multiplicadora que faz o overclock da frequência de pensamento do cérebro milhares de vezes, então, aparentemente, o tempo passa muito devagar no mundo que Satomi vê. É por isso que as balas do inimigo não o atingem."

"M-mas, isso é diferente de seu corpo ficar mais rápido, certo?"

"Claro. Mas, de acordo com Satomi, não funciona depois que a bala foi disparada, mas descobrir uma posição segura com base na trajetória da bala antes de puxar o gatilho não é tão difícil.”

"É mesmo possível…?"

"Sim. Esse é o verdadeiro poder de Rentaro Satomi, chamado de a maior obra-prima da médica, Sumire Muroto, chefe do Projeto de Criação da Nova Humanidade.” Porém, em vez de parecer orgulhosa, Kisara, que observava o monitor de braços cruzados, olhou para Rentaro com olhos tristes, murmurando.

"Nós escondemos isso de Enju, mas quando Satomi não libera o poder de seu olho esquerdo, ele só pode ver com seu olho direito. Seu olho esquerdo artificial está configurado para se mover da mesma forma que o olho direito, então ninguém pode dizer que ele não consegue ver com ele."

Miori ficou sem palavras enquanto olhava para o soldado no monitor.

“Mas nem tudo é ruim. Os membros artificiais de Satomi têm nervos sensoriais de dor feitos de nanotubos de carbono, então eles são praticamente iguais a uma pessoa normal...”

“Espere um minuto, Kisara. Só resta um inimigo.”

Desta vez, foi a vez de Kisara inclinar a cabeça questionando.

"Ele está quase terminando então, certo? Com o que você está preocupada?"

Miori inclinou a cabeça para Kisara e disse cada palavra lenta e distintamente. “A última pessoa é um Sniper.”

Rentaro ficou imóvel no meio do campo inimigo cheio de pilhas de cadáveres. A área estava envolta em chamas aquecendo sua pele e cheirava a fumaça de pólvora. Estava tão quente que Rentaro arrancou a gravata enquanto respirava com os ombros arfantes. Seu corpo inteiro estava coberto de suor e uma das armas XD havia desaparecido em algum lugar sem que ele percebesse.

O inimigo estava longe de ser visto.

Assim que ele começou a se perguntar se havia passado do palco, algo roçou o topo de seu ombro. Quando ele pensou que tinha levado um tiro, ele caiu de joelhos e pressionou o ferimento com a mão. As pás de choque superfinas que ele enfiou na pele antes de entrar na sala de treinamento de RV recriaram o calor e a dor de ser atingido por uma bala. Mesmo que ele só tivesse sido arranhado, ele cerrou os dentes com a dor intensa que parecia que ele tinha sido cortado.

Ele olhou para trás e olhou além da duna de areia. “Um sniper, hein?!”

O telêmetro embutido no olho artificial encontrou o inimigo. O inimigo estava a duzentos e vinte metros de distância. Além de estar longe demais para ser visto a olho nu, o ar quente criava ondas que distorciam sua visão. As piores condições para olhar.

A resposta padrão aqui seria se aproximar do atirador enquanto se escondia nas sombras das dunas de areia. No entanto, Rentaro não fez isso, mas voltou-se para o inimigo e abriu as pernas na largura dos ombros, segurando sua arma na diagonal do ponto de vista do alvo.

A voz de Tina tocou no fundo de sua mente. “Minha vida tem sido apenas dor. É por isso que, agora, estou tendo meu primeiro divertimento depois de muito tempo."

Rentaro puxou o gatilho devagar e disparou. Seu tiro passou longe do alvo.

Mais um tiro. Desta vez, estava muito baixo.

Os tiros atingiam seus ouvidos com uma velocidade feroz, e sua as pernas tremiam. O inimigo estava atirando de volta. Dividido entre a impaciência frustrante e o medo, ele inalou, depois exalou trêmulo. Fechando os olhos, ele limpou os ouvidos com o som de seu próprio batimento cardíaco. Todos os seres vivos eventualmente perdem suas vidas e morrem e repetem o ciclo de reencarnação. O caminho dos céus e a razão que preservou a harmonia entre todas as coisas vivas encheram seu coração, assimilaram dentro dele e o aguçaram.

Um feixe de luz brilhou em sua cabeça. Ele arregalou os olhos de repente.

Lá! Ele puxou o gatilho e disparou. Seu braço foi chutado para trás pelo recuo e um cartucho vazio de cor de latão girou ao ser cuspido.

A bala atingiu a parte superior direita do rifle Dragunov que o atirador segurava e entrou pela órbita do olho esquerdo. Quebrou seu crânio e o caminho percorrido pela bala ficou no vácuo por um instante. No momento seguinte, seus sistemas corporais foram comprimidos e seu cérebro foi destruído.

A bala que era a extensão do braço de Rentaro que havia trazido a morte para cada um de seus inimigos virtuais. Ele assumiu a uma postura e silenciosamente ficou em alerta. Rentaro Satomi era um com sua arma.

Houve uma musica e as palavras flutuantes MISSÃO COMPLETA, junto com a suave voz feminina sintetizada dizendo as palavras.

A próxima coisa que ele sabia, ele estava de volta ao quarto branco. Apenas a gravata espalhada no chão, a outra arma XD e os cartuchos vazios lhe diziam que a luta que acabou de acontecer não era um sonho.

“Satomi querido, você é incrível! Dois mil e duzentos por cento!” Miori gritou no fone de ouvido com entusiasmo, causando feedback.

Rentaro gritou, segurando as orelhas. "Fique quieta! O que você quer dizer com 2.200 por cento?”

“Satomi querido, você usou este simulador três vezes antes, lembra? Se a média de sua habilidade de combate durante esses momentos foi 100 por cento, então esse é o seu poder de combate desta vez.”

Entendo, Rentaro murmurou para si mesmo. Isso significava que, com seu olho artificial liberado, ele estava vinte e duas vezes mais forte do que o normal.

"Satomi querido, quanto mais forte você seria se soltasse seu braço e perna?"

“Quase três vezes mais forte que isso.”

“Seis mil e seiscentos por cento! S-Satomi querido, leve-me agora!"

Rentaro bufou.

“Espere, Miori, o que você está dizendo? Satomi é meu! Eu sou tudo o que ele vê!" Aparentemente, Kisara também estava com ela. "Miori, tenho certeza que você não sabe disso, mas Satomi me atacou como uma besta e fez todo tipo de coisas sujas comigo. Meu corpo é suficiente para satisfazê-lo!”

Quem fez todo tipo de coisas sujas foi Enju. Isso fez Rentaro pensar em algo de repente. “Ei, Miori, Enju já usou este simulador antes também, certo? Quais são os números dela em comparação com os meus?”

Por alguma razão, isso fez Miori gaguejar, “Bem...” evasivamente. Finalmente, ela murmurou com relutância: "Oito mil e seiscentos por cento."

Rentaro exalou bruscamente. Bem, isso não foi inesperado. Enju tinha uma força extraordinária para uma Iniciadora. No entanto, pode ser paradoxal pensar assim, mas Rentaro não achava que não poderia vencê-la.

Como parte de uma família de artes marciais, como ele era, ele tinha experiência e intuição que faltavam a Enju. Enju poderia pensar que se ela fizesse Rentaro errar os disparos, ela poderia vencer, mas se ela pensasse tão ingenuamente, seria fácil de manusear.

“E os números projetados para a Tina, que venceu o Enju?” Rentaro perguntou.

“Se a especialidade do inimigo fosse atirar, pensando nisso com bom senso, enfrentar Enju teria sido a pior luta para ela. Se ela ganhou apesar disso, então você deve assumir que ela é 1,5 vez mais forte do que Enju.”

“Mais de 12.900 por cento?!” Era um número que desafiava o bom senso. Não que ele estivesse otimista, mas isso era...

“Satomi querido, você pode usar qualquer um dos equipamentos que temos a oferecer. E usaremos o simulador para esmagar seus pontos fracos, um por um.”

Demorou algum tempo até ele responder.

"Tudo bem."

Em qualquer caso, ele não tinha outra escolha. Ele havia abandonado a ideia de fugir.

“Agora, vamos usar um programa anti-sniper a seguir”, disse Miori. Naquele momento, o mundo mudou novamente.

“Segunda Situação, nome da fase: Killhouse. Ativando— ”

--------------------------
--------------------------
--------------------------
--------------------------

Tradutor: Ascherit
Revisor: Ascherit