Black Bullet | Vol 2 - Cap 1 (Parte 5)

 





Black Bullet
Volume 02 - Capítulo 01 (Parte 05)

-Parte 5-

Depois de ficarem dentro na luxuosa limusine por cerca de duas horas, eles finalmente chegaram ao seu destino. Rentaro saltou da limusine e ergueu os olhos para o enorme edifício à sua frente, enquanto ouvia o grito claro de uma cotovia nos arbustos. A conferência informal seria realizada em um hotel alto de oitenta e seis andares. Rentaro tinha ouvido falar que, junto com as embaixadas de cada área, muitas vezes era usado como uma casa de segurança para pessoas importantes.

Como os países ao redor do mundo perderam muitas terras com a invasão dos Gastrea após a Grande Guerra, tornou-se necessário construir edifícios mais altos para abarrotar o grande número de pessoas que restaram. Após a criação de leis tributárias imobiliárias favoráveis ao alongamento vertical dos edifícios, vários arranha-céus foram construídos rapidamente, como se estivessem competindo entre si. A área de Tóquio já estava pontilhada de edifícios mais altos do que a Tokyo Skytree.

“Rentaro, vá e dê o seu melhor no trabalho”, disse Enju, acenando para Rentaro de dentro da limusine. Rentaro acenou de volta e depois seguiu atrás da garota de branco à sua frente, a Seitenshi.

A roupa formal branca da Seitenshi parecia um vestido de noiva e expunha uma grande parte superior das costas. Rentaro podia ver seus ombros esguios e deu uma espiada nas omoplatas, além da pele rosa claro com sua circulação sanguínea saudável. Rentaro se sentiu um pouco culpado e desviou o olhar, perguntando secamente: “Você teve que deixar Enju no carro? Seria mais seguro se ela estivesse conosco." “Não posso trazer uma criança para um lugar sério como este.” Sem escolha a não ser obedecer, Rentaro suspirou interiormente.

A Seitenshi passou pela porta giratória e informaram a linda recepção obviamente destinada à nobreza do motivo de sua visita. Eles foram imediatamente recebidos pelo gerente, que pressionou uma tecla cortesmente na mão da Seitenshi, com deferência, mas rígido de nervosismo. A Seitenshi deu um leve sorriso e agradeceu, e o gerente sorriu de satisfação.

Quando eles entraram no elevador, o Seitenshi enfiou a chave no buraco da fechadura e girou, e um botão para o andar mais alto apareceu que não estava lá antes. Ele não conseguia se acostumar com essa sensação, não importa quantas vezes ele andasse nesses elevadores - a sensação de ser empurrado para baixo por uma leve pressão enquanto os indicadores antigos contavam os pisos com um clique metálico.

“Ei, você realmente não sabe por que Saitake queria ter uma conferência informal?” Rentaro perguntou.

“Sim, eu não tenho ideia. Quer dizer- ” a Seitenshi olhou para Rentaro por um momento “Eu nunca conheci o Presidente Saitake.”

Rentaro ficou surpreso, mas agora que pensava nisso, fazia sentido. Depois que a área metropolitana de Tóquio foi renomeada como Área de Tóquio e seus quarenta e três distritos, houve uma série de Seitenshis. O primeiro Seitenshi, que reconstruiu Tóquio depois de perder a guerra e rebatizado de Área de Tóquio, morreu de uma doença um pouco menos de um ano depois, e o segundo Seitenshi assumiu. E agora, a garota na frente dele era a terceira Seitenshi, que estava na política há apenas um ano.

"Satomi, você conhece o Presidente Saitake, não é?"

"Sim, bem, quando eu era mais jovem, bem quando fui levado
pelos Tendos, o velho Kikunojo queria fazer de mim um político e me levou a diferentes festas. Acho que você poderia dizer que conheço Saitake. Mas foi há muito tempo.”

“Na verdade, tenho uma pergunta para você. Que tipo de pessoa o Presidente Saitake parecia para você? Sempre que perguntei a Kikunojo sobre Saitake, ele ficava obviamente mal-humorado...”

“Adolf Hitler.”

"Hã?" A voz da Seitenshi falhou e ela piscou surpresa, fazendo uma cara engraçada que Rentaro nunca tinha visto antes. Quando a Seitenshi virou todo o seu corpo para encará-lo, ela esfregou os cantos dos olhos levemente. "Sinto muito, Satomi, tenho estado tão ocupada com os assuntos de estado ultimamente que pareço estar cansada... Você pode dizer isso mais uma vez, por favor?"

"Eu disse, ele é como Adolf Hitler."

"Isso é uma piada, não é?"

"Estou falando sério. Até você sabe que Saitake teve dezessete tentativas de assassinato por cidadãos da área de Osaka, certo? Qualquer um ficaria com raiva de ter impostos tão pesados, mas aquele cara não se importa. De qualquer forma, Lady Seitenshi, os chefes das áreas Sapporo, Sendai e Hakata também são assim. Esses caras da primeira geração são o verdadeiro negócio, aqueles que reconstruíram suas áreas a partir da devastação da Grande Guerra Gastrea.

"Você sabe como as pessoas dizem que o conselho de anciãos do shogun ficou mais jovem depois que os navios negros de Perry chegaram? Em tempos de paz, não importa quem está no comando do Japão, mas quando as coisas ficam realmente ruins, aqueles que sobem são os caras realmente capazes e perigosos. Todos os governantes de área são caras que podem dizer bobagens como "Eu sou o representante de todo o Japão" com uma cara séria. Saitake é o pior deles. Seja cuidadosa."

“Eu entendo. Agradeço o aviso.” A Seitenshi parecia um pouco sobrecarregada e assentiu.

No meio do caminho, Rentaro começou a falar como se quisesse se convencer também. Ele ergueu o olhar para fitar o andar mais alto. Mesmo que isso não fosse oficial, o outro lado não seria tão estúpido a ponto de armar uma armadilha no local da conferência, mas de qualquer forma, Rentaro estava pensando em como poderia concluir seu trabalho com sucesso.

O Seitenshi olhou nervosamente para Rentaro. "Por favor, não saia do meu lado."

"Sim, senhora", disse Rentaro, um pouco insolentemente.

Ela parecia aborrecida e enfiou o dedo indicador na cara dele. “Além disso, você tem um pavio curto, então, por favor, mantenha-se sob controle. Se você atacar Saitake e começar uma guerra entre nossas áreas, não serei capaz de suportar. Além disso, você não deve usar frases indelicadas como
‘Cale a boca’ ou ‘Que diabos?’”

"Droga, eu não diria coisas assim."

O indicador finalmente parou no último andar e a porta se abriu. Inesperadamente, a primeira coisa que viram foi o céu azul e o estômago de Rentaro afundou. O vidro hexagonal reforçado que formava a meia cúpula acima deles era transparente e, olhando de lá, o mundo parecia se espalhar para sempre. Em vez de se sentirem em um quarto do hotel, parecia que um conjunto de móveis de escritório foi colocado em uma sala privativa do deck de observação no último andar de um prédio alto.

Parado ao lado do elevador, curvando-se profundamente uma vez enquanto estava de pé ereto, onde estavam os guardas de Saitake. Fortes e musculosos, era óbvio que eles eram extremamente habilidosos. Havia também um homem de cabelos brancos de costas para eles, sentado em um sofá de designer e olhando para uma tela de papel flexível de seis páginas.

Rentaro sabia quem era apenas vendo suas costas. Depois de um tempo, o homem se levantou do sofá e se virou. "É um prazer, Lady Seitenshi." Ele pareceu notar Rentaro então, e o tom de sua voz caiu repentinamente. "E esse é o menino acolhido pela família Tendo?"

"Você ainda esta vivo? Você já devia ter morrido, meu velho”, disse Rentaro.

“Cuidado com a boca, oficial da civsec! Você sabe onde estamos!” Sua voz rugiu como um trovão e, ao lado de Rentaro, a Seitenshi estremeceu de surpresa.

O homem parecia majestoso, com seu bigode enrolado em um ângulo agudo, e sua barba e cabelo conectando-se para se parecer com a juba de um leão.

Seus olhos eram penetrantes e estava vestido com um terno. Ele deveria fazer sessenta e cinco este ano, mas ele sempre parecia estar transbordando de energia, não aparentando ter a idade. Ele era o rival de Kikunojo Tendo e um político astuto que enterrou um rival político após o outro: Sougen Saitake.

“Rentaro, ouvi boatos sobre você. Tentado por aquela megera Tendo e fugindo... Você agiu tolamente. Agora, você não é um político Tendo, você é um oficial da civsec no mesmo nível que um verme rastejando na sujeira. Vou tratá-lo como tal, e você não deve esquecer o quão baixo você é!"

Rentaro enfiou as mãos nos bolsos e se aproximou de Saitake com olhos perigosos. “Do que diabos você está falando, velho? Status social? Pedigree? Se você não consegue ficar satisfeito em uma conversa sem essas coisas para se animar, então você deve voltar para a área de Osaka e ficar lá! Quer eu seja ou não um Tendo, eu sou eu." Rentaro se aproximou de Saitake até que eles estivessem quase nariz com nariz e o encarou.

Inesperadamente, quem relaxou a boca e recuou primeiro foi Saitake. Aparentemente, Rentaro havia passado por enquanto.

Olhando para a Seitenshi, Rentaro viu que ela empalideceu com as ameaças e ficou segurando suas luvas de renda.

Rentaro queria esconder o rosto. Vamos, Lady Seitenshi. Coisas como essa são apenas um aquecimento.

Saitake ergueu o queixo. "Esse escultor de Buda está indo bem, Rentaro?”

O escultor de Buda certamente se referiu a Kikunojo Tendo. O rival de Sougen Saitake, Kikunojo Tendo, separado de seu papel como político, teve um lado inesperado como escultor budista, esculpindo imagens do Buda em madeira. Kikunojo, que foi transformado no tesouro nacional mais jovem vivo do Japão aos 62 anos, foi obrigado a criar um discípulo após receber o título.

Quando os pensamentos de Rentaro chegaram a esse ponto, eles trouxeram memórias ruins, e ele balançou a cabeça para se livrar delas. "Ele não tem esculpido muito ultimamente, desde que seu discípulo incompetente fugiu."

"O quê, você se arrepende do que fez?"

Rentaro olhou feio para Saitake, que olhava para Rentaro com desprezo evidente. “Você quer lutar, amigo? Você ficará mais inteligente se mantiver a boca fechada um pouco, sabe."

A Seitenshi piscou os olhos surpresa. "Satomi, você... era discípulo de Kikunojo...?"

Aparentemente, foi a primeira vez que ela ouviu falar disso. "E daí se eu fosse?"

Rentaro disse isso com tanto desagrado que a Seitenshi cobriu o rosto apressadamente e disse: "Não é nada..."

Saitake ofereceu um lugar, e a Seitenshi sentou-se no sofá do outro lado da mesa de vidro, e Rentaro ficou atrás dela. Rentaro pensou com certeza que eles iriam iniciar discussões políticas agora, mas Saitake ergueu o olhar para olhar Rentaro. “Rentaro, quando você derrotou o Estagio Cinco, você usou o módulo railgun, destruindo irremediavelmente no processo, não foi? Você entende o quão importante isso foi?” "Hã?" disse Rentaro.

“Na guerra, de acordo com a Arte da Guerra de Sun Tzu, quem estiver em uma posição de destaque vence. O exército que atira flechas do topo de uma colina vence, o exército que joga bombas em um inimigo de cima vence, o exército que descobre a posição do inimigo usando um satélite vence - então, o que vem a seguir? Aquela railgun que você destruiu era uma arma de última geração que deveria ser transferida para a lua para derrubar os Gastrea no solo da superfície da lua. E você…"

Rentaro franziu a testa. “Espere um minuto, velho. Mesmo se você pudesse colocar o canhão elétrico na lua, você realmente o usaria para os Gastrea?”

Saitake zombou com desprezo. “Claro que não, idiota. É exatamente como você está imaginando. É um impedimento de próxima geração como parte do trabalho de base para levar o Japão a se tornar uma grande potência mundial.”

“Você planeja ameaçar outros países com violência?” A Seitenshi não aguentou mais e interrompeu.

No entanto, Saitake apenas riu devagar e se levantou, abrindo os braços em um gesto exagerado. “Lady Seitenshi, você não tem visão. Devemos estar pensando no mundo depois de exterminarmos todos os Gastrea. O Japão deve reinar como uma das superpotências mundiais. Tenho certeza de que você também percebeu. Há dez anos, pouco antes de as grandes potências do mundo deixarem de funcionar, muitas coisas foram levadas e destruídas pelos Gastrea. E agora, dez anos depois, o país que se recuperar primeiro desse desastre sem precedentes terá o direito de ser o líder das gerações futuras. E o Japão deve almejar isso. Este é meu grande projeto estratégico! Se for preciso, eliminarei todos os obstáculos, todos os incompetentes e todos os que não fizerem o que eu digo!”

Rentaro ficou sem palavras. Isso poderia ser interpretado como uma declaração implícita de guerra contra os chefes de estado de todas as áreas além da sua. Havia muitos outros chefes de estado que tramaram secretamente para conseguir a queda das outras áreas, mas esse homem provavelmente era o único que iria dizer isso em voz alta.

Rentaro ficou pasmo. Ele não sabia por onde começar ao apontar os erros desse homem. Os matemáticos e estatísticos do mundo calcularam um número devastador para a probabilidade de que a humanidade seria capaz de exterminar todos os Gastrea, e ainda assim Saitake queria matar mais pessoas tão tarde no jogo.

Se Sumire Muroto estivesse aqui, ela teria dito com um olhar triunfante no rosto: “Os humanos são criaturas tolas que, quando se cansam da paz, se voltam para a guerra e, quando se cansam da guerra, querem paz”.

Saitake de repente bateu os pés com raiva. “E você - você transformou o canhão de ferro em sucata ao fazê-lo levar uma carga muito pesada. Você merece morrer mil vezes.”

"Bem, desculpa. Você deve estar feliz por eu ter testado para você. Além disso, os destroços ainda estão lá no Território Inexplorado, então você deve ir e recuperá-los se você quiser tanto.”

“Hmph. Mas, bem, dado meu talento para liderança, eu não me importaria em permitir a você a oportunidade de compensar... ”

"Hã?"

Saitake se sentou no sofá e se inclinou para frente. “Ouvi dizer que você derrotou um par que antes tinha um IP Rank 134. Rentaro, uma cidade vulnerável como a área de Tóquio, será destruída eventualmente. Se você não quer ser cidadão de um país em ruínas em cinco anos, venha comigo. Vamos dominar as nações juntos, você e eu. Assistir à criação de um novo mundo junto com uma taça de vinho em uma das mãos - tenho certeza que será um espetáculo para se ver."

A Seitenshi empalideceu e começou a se levantar, mas Rentaro a deteve com apenas um braço. "Que diabos? Volte para sua própria área!”

Os olhos de Saitake brilharam com rancor e ele acenou com os braços enquanto espumava pela boca. “Eu não vou desistir. Vou reunir todos aqueles com poder e torná-los parte do meu plano! Minha vontade é a vontade do Japão! A vontade do Japão é a minha vontade!”

A Seitenshi silenciosamente colocou as mãos no colo do vestido e endireitou-se. “Presidente Saitake, podemos passar ao assunto em questão?”

Saitake parecia perplexo enquanto estalava a língua e acenava com a mão, dizendo: "Sim, tudo bem."

Duas horas depois, a primeira conferência não oficial acabou. A única coisa que aconteceu nesta conferência foi que a Seitenshi e Saitake perceberam que eram inimigos mortais incompatíveis.

--------------------------
--------------------------
--------------------------
--------------------------
Tradutor: Ascherit
Revisor: Ascherit